Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


 

 

Ainda no outro dia falava eu de livros e filmes que resultam de livros, e olhem-me para isto...

Tenho de ler o livro. Tenho de ler o livro. Tenho de ler o livro. Não quero ser a única larva a não ter lido um único livro escrito pelo John Green, autor que dizem ser muito promissor, tanto mais quanto já há uma adaptação cinematográfica prestes a estrear, não, não!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Já li! #2

por BeatrizCM, em 29.01.14

 

Fui aconselhada pela Carolina a ler este livro, Imagine - De onde vem a criatividade, que ela garantiu ser uma leitura suficientemente fácil para me distrair, mas também suficientemente educativa para não me sentir perder tempo em algo inútil. Pelos vistos, acertou, porque é assim que também o classifico. Não é uma leitura particularmente sintética, mas conseguimos encontrar sempre o fio à meada quando a retomamos. Não é um livro científico enfadonho, com imensas referências a temas que os leigos na matéria da neurociência não entendem, e entretem-nos com estatísticas, entrevistas e relatos de casos reais para melhor entendermos o assunto. É impossível não procedermos de imediato a uma auto-análise, quando lemos acerca dos estudos científicos mencionados e respectivos resultados. Como podemos ser mais criativos? Será que as dicas do autor e dos entrevistados resultam? A mim, parece-me que sim, e que aprendemos muito sobre nós próprios, o nosso potencial criativo e a influência do meio que nos rodeia com este "Imagine".

Autoria e outros dados (tags, etc)

Livros VS. Filmes

por BeatrizCM, em 27.01.14

 

As opiniões são quase todas unânimes no que toca ao seguinte:

 

1. Os livros que são adaptados a filmes são muito melhores do que os filmes em que resultam;
2. Antes de se ver um filme baseado num livro, há que se ler o livro, senão a imaginação na hora da leitura fica muito mais limitada pelas imagens dos actores e dos cenários recriados cinematograficamente;
3. Quando se lê um livro antes de se ver um filme, o último costuma ser uma autêntica desilusão;
4. Quando se vê um filme antes de ler um livro, o último costuma ser uma grande surpresa.

 

Acrescentariam mais alguma coisa?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Desafio #1

por BeatrizCM, em 26.01.14

[DESAFIO ORIGINALMENTE PROPOSTO NO FACEBOOK]

 

O desafio consiste em fazer uma lista com os 10 livros (ficção ou não-ficção) que te tenham marcado. A ideia não é gastar muito tempo, nem pensar muito. Não precisam ser grandes obras, apenas as que tenham sido muito importantes para ti. É preciso marcar 10 amigos que vão gostar da brincadeira. Quando eles fizerem as suas listas, devem identificar-te na publicação, para que possas ver as listas deles e ficares a par das suas preferências literárias. 


E os nomeados são (entre muitos e muitos que provavelmente me escaparam da memória)...

 

1. "Abraço" - José Luís Peixoto
2. "Livro" - idém aspas aspas
3. "Memorial do Convento" - José Saramago 
4. "Maldito Karma" - David Saffier
5. "Um Dia" - David Nicholls
6. "Eu Tenho um Sonho: A Autobiografia de Martin Luther King" - escritos de Martin Luther King Jr. organizados por Clayborne Carson 
7. "Sputnik Sweetheart" - Haruki Murakami 
8. "Alma" - Manuel Alegre
9. "O Complexo de Portnoy" - Philip Roth
10. "O Suplente" - Rui Zink 

 

 

E agora é a vossa vez! Quais são os 10 livros que mais vos marcaram ou que, de momento, vocês pensam que vos marcaram? Partilhem ;)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Eu tenho três amores

por BeatrizCM, em 23.01.14

 

Estou a tentar diminuir a minha dependência. Ler vários livros ao mesmo tempo acaba por me baralhar e, no final de contas, nem sequer disfruto devidamente das leituras feitas em simultâneo. Deste modo, por agora são "só" três: uma fanfic, um livro de divulgação científica e um romance. Para começar, este humilde montinho de mesa de cabeceira parece-me sensato!

 

1. Harry Potter and The Methods Of Rationality (o meu primeiro ebook de sempre) - Eliezer Yudkowsky/Less Wrong

 

Já tinha tentado ler um livro do Haruki Murakami no telemóvel, mas as letras eram demasiado pequenas e acabei por desistir. Agora que tenho A Tablete, senti-me mais cativada e comecei a ler Harry Potter and The Methods Of Rationality, uma loooooooonga fanfic em constante crescimento (já vai em mais de 1600 páginas) que aborda a vida de Harry Potter como se a sua tia Petunia tivesse casado com um eminente cientista e não com o ranhoso do Vernon Dursley, e os dois o tivessem adoptado desde sempre como seu filho depois da morte de Lily e James. Pela altura do seu ingresso em Hogwarts, encontramos um Harry bastante diferente daquele a que estamos habituados: criança prodígio, céptico, confiante, sarcástico e um tanto calculista. Ainda estou para perceber se simpatizo com esta nova versão do meu herói literário favorito. De qualquer maneira, é um livro muito divertido, abordando ao mesmo tempo algumas questões científicas.

 

2. Imagine - de onde vem a criatividade - Jonah Lehrer

Interesso-me muito pela área da Psicologia. Por isso, tento encontrar livros que satisfaçam a minha curiosidade. Este tem funcionado bem e não me tem desapontado. Já cheguei a falar dele. Foi a Carolina quem mo emprestou e eu sabia que podia confiar no seu bom gosto.

 

 

3. Fúria - Salman Rushdie

Ainda não estou certa sobre o que penso deste livro. Está inegavelmente bem escrito, ou não fosse Salman Rushdie o seu autor. No entanto, a narrativa é confusa, os pensamentos do protagonista são caóticos e todo este turbilhão não me têm seduzido. Aguardem notícias...

Autoria e outros dados (tags, etc)

A ler #2

por BeatrizCM, em 14.01.14

Para compensar a forte desilusão que sofri com o último livro, agora ando mais virada para os livros de psicologia cujos autores têm credibilidade - serem investigadores na área é uma hipótese. E este moço de nome Jonah Lehrer parece-me preencher os requisitos para que eu leia um livro dele, Imagine - De onde vem a criatividade. A Carolina adorou-o e fartou-se de mo recomendar, até que não teve alternativa senão emprestar-mo. Neste momento, ainda estou algures no segundo capítulo, mas já percebi que ela tem razão: esta é uma leitura levezinha, não é preciso grandes recursos intelectuais para o entender, lê-se como se fosse um romance de faca e alguidar e, ainda assim, aprende-se à fartazana enquanto se relaxam os miolos. Melhor é impossível. Deixo-vos com a ficha dele...

 

 

Título: Imagine - De onde vem a criatividade

Autor: Jonah Lehrer

Autoria e outros dados (tags, etc)

Já li! #1

por BeatrizCM, em 10.01.14

 

Título: Será que as mulheres ainda acreditam em príncipes encantados?

Autor: Rodrigo Moita de Deus

Ano: 2001

 

   Este livro deixou-me dividida, pendendo mais para o lado mau do que para o bom, infelizmente. Quando lhe peguei pela primeira vez, pensei que íamos tornar-nos muito amigos. Apesar de eu saber que este não seria, decerto, o próximo candidato ao Nobel, nunca achei que me viesse a desiludir tanto. Enganei-me.
   As primeiras páginas e, até, os primeitos capítulos foram bastante agradáveis e fizeram-me rir agarrada à barriga. Nessa fase de enamoramento, deleitei-me com um sarcasmo um tanto ou quanto tonto, cheio de despretensão e boas vibrações da parte do autor.
   O pior aconteceu algures a meio da leitura, quando esse autor jovial e divertido se tornou num homem arrogante e presunçoso, cheio de manhas e tiques de tiozoco novo-rico dali de Cascais, 'tão a ver, q'ridos? Nem sequer cheguei a perceber qual a sua opinião acerca das mulheres - se são umas grandes cabras ou se são todas a nova reencarnação da virgem Maria (sem a parte da virgem, vá).
   Em geral, o livro é muito confuso. O autor propõe-se a falar sobre as mulheres, não só no título como também através da introdução, mas, volta e meia, põe-se a divagar sobre o ser humano e sobre as manias dos homens, e como seduzir num encontro, entre outros conselhos que não se entende a quem são dirigidos, se ao sexo masculino, se ao feminino, nem qual o contexto em que deveremos colocá-los dentro do livro. Alguns temas chegam a ser tratados mais do que uma vez, expondo as mesmíssimas ideias discutidas vinte páginas atrás, com as mesmas piadas e as mesmas palavras.
   O panorama vai piorando em direcção ao fim, não se iludam como eu. Este não é um tratado sobre psicologia feminina (afinal, po que percebe um pseudo-gestor de marketing de 23 anos, cujo apelido é "Moita de Deus" e que trata as namoradas por "você" acerca do assunto?).

   De agora em diante, livros de psicologia... só lhes pego se forem escritos por verdadeiros psicólogos!

Autoria e outros dados (tags, etc)

A ler #1

por BeatrizCM, em 03.01.14

 

Título: Fúria

Autor: Salman Rushdie

Ano: 2001

Sinopse: "O futuro era um casino e toda a gente jogava, e toda a gente esperava ganhar, diz-se a determinada altura em "Fúria", o novo romance de Salman Rushdie. Mas num casino perde-se mais do que se ganha. E é o que aqui acontece, neste romance que prenuncia o declínio e queda de uma civilização que, as passos largos, caminha para o abismo. Uma civilização desumanizada, onde as pessoas parecem brinquedos ou autómatos. Onde os brinquedos propriamente ditos ganham autonomia através da publicidade e da fama, como acontece com as bonecas de Malik Solanka, personagem principal do romance, um indiano que troca Londres por Nova Iorque e se torna famoso, ele e as suas bonecas, pela televisão. Bonecas sobre as quais ele próprio perderá o controle. A criatura escapa ao criador."

Autoria e outros dados (tags, etc)

14 livros para 2014

por BeatrizCM, em 02.01.14

1. Fúria - Salman Rushdie

2. The Fault In Our Stars - John Green

3. Os Maias - Eça de Queirós

4. A Cidade e as Serras - Eça de Queirós

5. Orgulho e Preconceito - Jane Austen

6. Crónica do Pássaro de Corda - Haruki Murakami

7. Cemitério de Pianos - José Luís Peixoto

8. O Livro do Desassossego - Fernando Pessoa

9. O Monte dos Vendavais - Emily Brontë

10. Viagens com Charlie - John Steinback

11. Diário de Anne Frank - Anne Frank

12. The Help - Kathryn Stockett

13. O Retrato de Dorian Gray - Oscar Wide

14. A Jangada de Pedra - José Saramago

Autoria e outros dados (tags, etc)

   Em 2013, li 50 livros e, por conseguinte, escrevi 50 críticas na rede social Goodreads. Algumas das pessoas que me conhecem doutras procrastinações começaram a adicionar-me por lá e a seguir as minhas humildes opiniões. Amigos, familiares e leitores surpreenderam-se, perante tanta dedicação que nutro pela minha actividade literária.

   Por isso, desafiei-me a expandir este hobbie, de ler e avaliar livros, para a blogosfera, não no meu blogue pessoal, mas sim num espaço inteiramente dedicado aos livros.

   Livros, livros, livros. Este não será, DE TODO, um blogue para quem não gosta de livros ou para quem nem sequer gosta de ler. Este será um blogue para os amantes das histórias e historietas, do cheiro a páginas novas, impressas há três segundos, mas também para os que não dispensam os livros em segunda, terceira ou milésima mão, editados em mil nove e troca o passo (ou até antes), porque o que conta são só os livros, não interessando a sua condição física ou espiritual.

   De qualquer maneira, se passarem por aqui sem gostarem de livros ou sem gostarem de ler, também não há problema. Talvez, com alguma (muita?) sorte, consiga motivar-vos a atreverem-se neste mundo tão próximo e que ainda vos é desconhecido, este mar sem fundo, este oásis de papel (lamechices minhas, não liguem).

   Este será (é?) um blogue de partilha, acima de tudo. Não esperem grandes eloquências. Este nem será um blogue onde escreverei todos os dias – se calhar, onde nem hei-de vir a escrever todas as semanas. Podem, isso sim, esperar críticas sobre livros, tanto más quanto boas, críticas rápidas ou críticas detalhadas, alguns apontamentos pessoais acerca de (adivinhem…) leitura e literatura, sinopses daquilo que ando a ler ou do que gostaria de ler... Enfim, acho que farei tudo de improviso e logo se vê.

   Querem que vos dê uma última pista mais clara acerca do que é este blogue?

   Imaginem um blogue sobre a maternidade, só que com livros no lugar de bebés.

 

   (Livros, livros, livros, livros, livros...)

 

 

 

Página pessoal no Goodreads: https://www.goodreads.com/user/show/12656236-beatriz-canas-mendes

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Em parceria com...

parceria_chiadoeditora


Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D