Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Ultimamente, tenho descoberto que há cada vez mais professores universitários a valorizarem as grandes obras, de grandes autores, que eles escreveram para crianças. No primeiro semestre, fiz um trabalho sobre As Crónicas de Nárnia. Mal o 2º semestre começou, logo na primeira aula de Cultura Visual, a professora mandou-nos (re)ler O Principezinho como trabalho de casa para o Carnaval (e reflectir acerca da relação da história com a matéria que vamos estudar).

Esta evolução nas leituras seleccionadas no meio académico deixa-me bastante feliz. Há novos horizontes a serem explorados, novos pontos de vista. Ao contrário do que o Principezinho pensava no seu tempo, talvez os adultos estejam realmente a combater a sua seriedade. Talvez Saint-Exupéry se orgulhasse por o seu conto, supostamente escrito para alcançar um público juvenil, estar a ser recomendado por professores da faculdade. Talvez C. S. Lewis também se orgulhasse por tantas gerações, de todas as idades, continuarem a pegar nas suas Crónicas, tantas décadas depois.

O que une Lewis e Saint-Exupéry? Terem escrito livros "para adultos", mas esses mesmos adultos continuarem a preferi-los pelos seus livros "para crianças" (não desfazendo nos primeiros, é claro). E não é que se justifiquem tais rótulos, mas utilizamo-los pela mera necessidade de classificação para efeitos práticos.

Estudar livros "para crianças" na faculdade só mostra que é possível retirar conclusões importantes dessas leituras. Que os autores, por vezes, levam as crianças mais a sério do que os leitores adultos. Que escrevem com mais qualidade e cuidado para elas. Que é nelas que confiam para mudar o mundo. Que os adultos aprenderão com esses livros e recuperando a perspectiva das crianças.

Autoria e outros dados (tags, etc)


3 comentários

Imagem de perfil

De Happy & Healthy a 04.05.2015 às 11:45

Há muitas lições por detrás de histórias infantis de que só nos apercebemos quando somos adultos. Aliás alguns contos, como o capuchinho vermelho, foram inicialmente escritos para adultos ;)

http://happyandhealthy.blogs.sapo.pt/
Imagem de perfil

De BeatrizCM a 09.05.2015 às 19:00

Ora aí está! O nosso nível de compreensão acaba por melhorar a experiência dessas segundas, terceiras, milésimas leituras! :)
Imagem de perfil

De neuzita a 04.08.2015 às 13:00

Ai meu deus!! Há classicos da nossa infancia tão belos,tão belos,tão belos que nos dá imenso prazer ler uma e duas e três e quatro vezes e montes de vezes seguidamente!! O principezinho é um desses e existem outros tantos como a fada oriana e outros mais!!

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Em parceria com...

parceria_chiadoeditora


Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D