Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Pausa para ler... e escrever

por BeatrizCM, em 23.12.14

Estou a ter agora uma ligeira pausa dos afazeres da faculdade, pelo menos em parte. Continuo a trabalhar um bocadinho aqui e ali, o estudo continua a fazer parte da minha vida, mas estou a meio gás até Janeiro. Por isso, vou tentar compensar um pouco nos próximos dias e actualizar este blogue com mais conteúdos literários ou, seja como for, sobre mais amores e desamores acerca de livros, em que outros amantes (de livros) se consigam rever.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Como já devem ter reparado, adoro livros escritos por estrangeiros acerca dos portugueses. Acho que é sempre uma experiência enriquecedora saber qual a opinião de uma pessoa de fora acerca de nós e do nosso país, do que se faz por cá, de como nos comportamos... Até agora, acho que continuo a preferir o The Portuguese/Os Portugueses, do jornalista Barry Hatton (casado com uma portuguesa, também tem filhos portugueses que também contribuem para a sua perplexidade para connosco), mesmo depois de já ter lido igualmente o The Xenophobe's Guide to the Portuguese. Comprei-o na loja de souvenirs do Parlamentarium, quando fui visitar o Parlamento Europeu em Bruxelas no passado mês de Novembro, custou-me 8€, mas pronto, eu tinha que o fazer. Além disso, nem 100 páginas tem, por isso seria super rápido de se ler.

IMG_20141214_113517.jpg

No final, acabei por não gostar muito dele. Contém muitas generalizações acerca dos portugueses, das suas tradições, comportamentos e modo de vida, o que me deixou bastante desiludida. Parece que o autor, Mattew Hancock, supostamente escritor de guias turísticos de cidades portuguesas, nem se deu ao trabalho de confirmar por si próprio se esses generalizações eram verdadeiras, o que realmente o tornou um bocado mais como o título indica - "um guia xenófobo.

Assim sendo, para mais pormenores, leiam a crítica que se segue, que deixei no Goodreads - em Inglês, para que leitores estrangeiros também possam perceber que nem tudo o que se encontra escrito é necessariamente verdade.

This book is indeed useful for foreigners to understand a bit more about the portuguese. However, not all that is mentioned should be taken literally, scientifically. There are lots of facts that are only generalizations that the author applied to all of us, people from Portugal, even though he sometimes refers some things that are absolutely true. In other cases, what he refers does not apply to younger generations, only consisting in a traditional point of view.
I was expecting more from this book. Also, I think that this type of guides should be written in partnership with a country's native, or at least revised by one.

 

Fica para a próxima, The Xenophobe's Guide to the Portuguese!

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

"O problema não és tu, sou eu" deve ser uma das frases mais odiadas de sempre em português, provavelmente a seguir de "isto não é o que parece". Nem sei se também será utilizada noutras línguas (the problem is not you, it's me? le problème n'est pas tu, c'est moi?). Aposto que, se eu tivesse de acabar com alguém, essas seriam tal e qual as minhas palavras, a minha derradeira desculpa. Afinal, sou humana. E portuguesa.
Por isso, não é de admirar que O Problema Não És Tu, Sou Eu tenha sido o título escolhido pela Ana Garcia Martins, aka Pipoca Mais Doce, para o seu último livro lançado ontem à tarde.
Vou-vos contar a história de como o li: tinha a ideia de ir à apresentação, na Fnac dos Armazéns do Chiado, mas reservei  um par de horas antes para o poder ir ler, já que as minhas finanças pessoais andam pela rua da amargura (as always) e presentemente não me dá muito jeito andar a dar 15€ por um livro como se não fosse nada de importante. Afinal, acabei por ler todo o livro em duas horas, sentadinha no café da Fnac,  num dos bancos à janela, com luz lisboeta natural a iluminar-me a leitura. Depois de um dia cansativo, soube-me que nem ginjas!
Bem, mas passando à crítica do dito livro.


Já estou mais do que habituada à escrita descontraída da Pipoca, principalmente porque adoro as crónicas do blogue. É uma escrita que, não sendo o suprassumo da arte, faz bem à alma. Com o livro O Problema Não És Tu, Sou Eu, senti-me tal e qual assim, satisfeita e feliz. É uma leitura fácil, demora só um parzinho de horas, mas que par de horas é, muito anti-stressante. Decerto não merece um Nobel, mas não deixa de merecer o carinho dos leitores. E deixou-me com aquela sensação de que, se eu tivesse que escrever um livro, este estaria na lista dos candidatos - quem me dera ter sido eu!
Misturando um pouco de experiência pessoal com experiências alheias e uma pitada de lugares-comuns, a Ana Garcia Martins explora algumas questões do quotidiano das relações dos vinte em diante. No entanto, eu ainda não tenho vinte anos, tenho uma relação estáapvel e fofinha há dois e, por isso,  encarei os seus conselhos como óbvios, algo que já toda a gente devia saber pelo menos aos 25. No entanto, não me posso esquecer que há por aí boas pessoas que batem muito com a cabeça numa combinação de falta de sorte e de inabilidade para manter relações. Dito isto, essas pessoas deviam mesmo, mesmo, mesmo ler o livro da Pipoca/Ana e aprender umas quantas coisas, coisas que a própria Ana só tem aprendido de há uns anos para cá, já agora. Um bocadinho de educação emocional nunca fez mal a ninguém, ainda que plena de clichés e com um ou outro tema mais repetido, como neste livro.
De resto, a Ana sabe mesmo escrever, sabe onde pôr as vírgulas e só por causa disso já tem o meu respeito. A edição está fenomenal, não há gralhas na revisão, as ilustrações são engraçadas e pronto, vão ler O Problema Não És Tu, Sou Eu e ser felizes (ou aprender a sê-lo, em todo o caso)!!!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Os livros "da moda"

por BeatrizCM, em 27.09.14

Não sou de modas, nunca fui, muito menos com os livros. Aliás, com o preço a que eles estão e com uma vida agitada, é praticamente impossível estar atenta e inteirar-me dos novos bestsellers, dos livros "da moda", daqueles que só custam qualquer coisa como 15€, ou até menos, de 5€ para cima, que esta não é a melhor época para se desperdiçar dinheiro (não que comprar livros seja um desperdício, longe disso!, mas há que poupar).

Os livros que leio são aqueles que me chamam a atenção. Provavelmente até acabo por comprar uns quantos livros "da moda", mas com 3 anos de atraso, quando começo a encontrá-los mais baratos, em segunda mão. Provavelmente, até acabo por encontrá-los na biblioteca cá da zona e trazê-los para casa por curiosidade, ou por ler e-books piratas. No entanto, é raro, muito raro, isso acontecer.

Os livros que leio espelham a minha personalidade. Não há realmente um ponto em comum entre todos eles. Ultimamente, a lista tem igualmente dependido das leituras obrigatórias para a faculdade, mas por norma aprecio-as como se tivesse sido eu a escolhê-las. Pelo menos, tenho uma desculpa para os arranjar, para os comprar ou requisitar e conhecer. 

Não me admira nada que outras pessoas não conheçam a maioria do que leio, ou que simplesmente não se interessem por tal selecção. Admito que tenho gostos muito esquisitos, que nem sei a quantas ando, quanto mais o que se anda a ler no ano de 2013 ou 2014. Por isso, de mim para mim, e de mim para vocês, tenho de concluir que este blogue nem sempre pode oferecer respostas acerca dos livros "da moda". Este é um blogue sobre livros, uns quaisquer, aqueles com que eu engraço e a que dou uma hipótese. Mais do que isso não consigo prometer.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Actualizações em "A Guerra dos Tronos"

por BeatrizCM, em 21.09.14

Há uns tempos, tinha-vos contado acerca de não ter resistido em encomendar os dois primeiros volumes da edição portuguesa d'A Guerra Dos Tronos, devido a uma promoção na montra online da editora Saída de Emergência. No entanto, em breve percebi, por imensos comentários no Facebook, que a tradução portuguesa não é a melhor e que, ainda por cima, cada livro original equivale a dois volumes portugueses - ou seja, estes dois livros que custariam 9,90€ são equivalentes ao primeiro livro em inglês que custa cerca de 8,90€ na Fnac.

Dito isto, acabei por cancelar a encomenda e, como não me convém estar agora a comprar outros livros - porque já me chega a quota parte da faculdade, principalmente nestas primeiras semanas de aulas -, tenho lido A Guerra dos Tronos no tablet, depois de descarregar o ficheiro do e-book... pirateado. Mas é por uma boa causa, porque estou a gostar bastante! São imeeeensas páginas, 1200 na versão digital, sendo que ainda vou 30%. Tão cedo também não o devo terminar. Talvez nas férias do Natal!

 

  

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pack de "A Guerra dos Tronos" a 10€!

por BeatrizCM, em 31.08.14

 

Amigos, tenho excelentes novidades para nós, Leitores Hiperactivos Anónimos (e procrastinadores) de serviço! A editora Saída de Emergência proporciona-nos, com limitações de stock, os dois primeiros livros de A Guerra dos Tronos por apenas... 9,90€!!! UEPÁÁÁ!

Eu cá, quando vi isto, fiquei eufórica e perdi um bocadão do pouco discernimento que me costuma assistir em circunstâncias livrescas. É que eu devo ser a única pessoa à face desta blogosfera que ainda não leu nada-nadinha de A Guerra dos Tronos e, a julgar pelas avaliações do Goodreads (ora muuuuuuuito boas, ora péssimas, mas a média é bem superior a 4 estrelas em 5) e das críticas que leio por aí, faço muito, muito mal em ainda não me ter aventurado nesta saga. Além disso, amigos e colegas estão já fartinhos de me chagar a cabeça, portanto não quero continuar a crescer na ignorância sobre o que o George R. R. Martin é capaz de escrever.

Será que esta será a minha nova saga de eleição? Não me tiram o Harry Potter do coração por nada, mas há um espacinho vazio deixado pelo desencanto que sinto desde há três ou quatro anos pela saga Crepúsculo, prontinho a ser preenchido de novo.

 

Escusado será dizer que encomendei este pack, apesar de, durante 5 a 10 minutos, ainda ter reflectido bastante (de modo que até pedi autorização à minha avó para usar o MEU dinheiro - onde isto já chegou!).

 

 

Para também encomendarem o vosso pack, acedam à página http://www.saidadeemergencia.com/produto/pack-a-guerra-dos-tronos-vol-1-e-2/.

Vão perder a oportunidade ou vão cair na armadilha como eu?

 

(Infelizmente, não, eu não escrevi esta publicação em parceria com ninguém e ninguém me tem querido dar livros nenhuns ultimamente... Se calhar, já tenho mas é livros a mais. What a shame!)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Últimas leituras - "Os Portugueses"

por BeatrizCM, em 24.08.14

 

Este livro foi, sem dúvida, um grande abre-olhos no que toca à minha consciência nacional. O que é ser-se português? Será tudo uma construção, uma comunidade imaginária, como a minha professora de Cultura e Sociedade outrora me dava na cabeça durante as aulas? Somos assim como somos só porque calhou ou porque o nosso passado assim o determinou?

 

 

Adorei este livro, sem dúvida. Se ainda têm dúvidas se o devem ler ou não, este é apenas um excerto do que vos espera. Aqui segue a minha avaliação no Goodreads:

 

Uma das maiores qualidades deste livro é associar traços culturais e comportamentais dos portugueses a 800 anos de História, perfeitamente resumida em 300 páginas. Uma vez que Barry Hatton, o autor, vive em Portugal há cerca de 28 anos, é-nos fornecida uma visão exterior, mas não suficientemente alheada da realidade do país. Por isso, acaba por ser um bom ponto de partida para olharmos para nós mesmos e, 100% "tugamente", rirmo-nos e troçarmos do nosso "fado".
Também considero este livro um excelente guia para turistas mais curiosos, assim como para estudantes de história e cultura (como eu). Aliás, qualquer português que o leia há-de se rir um bocadinho e talvez os estrangeiros também o consigam fazer.
É um livro que deve ser lido do início ao fim, sem saltar capítulos ou alterar a ordem de leitura. No princípio, pode parecer desinteressante e "maçudo", mas depois vai-se tornando cada vez mais agradável.
Passei quase todas as 300 páginas a pensar "oh, é verdade, nós somos mesmo assim!".

4,5 estrelas em 5!

Autoria e outros dados (tags, etc)

8 livros por 16,30£

por BeatrizCM, em 15.08.14

 

Mais uns quantos, desta vez adquiridos entre Newcastle e Alnwick, em Inglaterra. Decidi escolher umas leituras mais leves, para variar um bocado e não me armar em "sou tão intelectual que não posso comprar um romance cor-de-rosa sem sentir remorsos pelo dinheiro que gastei nele". Também já andava de olho nalguns, cá em Portugal, mas lá são muuuuuuuuito mais baratos. Preços entre 0,50£ e 3£. Procura-se tempo de vida para os ler.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Hummmm... continuamos por cá?

por BeatrizCM, em 13.07.14

Como já devem ter reparado, este blogue anda às moscas - tudo por motivos de força maior, claro. O trabalho não tem deixado que as leituras se prolonguem muito. No entanto, tenho lido três livros ao mesmo tempo. Este, este e este. Os restantes estão em stand-by, lá na prateleira. Em breve, talvez consiga escrever sobre um deles, provavelmente antes de ir para Newcastle. Até lá, aguardem sóóó um bocadinho.

Autoria e outros dados (tags, etc)

A Presença devolve 100% até 3 de Julho

por BeatrizCM, em 26.06.14

 

Ai, se eu não me tivesse desfalcado já na Feira do Livro... Aproveitem por mim e ponham essas leituras em dia, porque já não há motivo para não o fazerem, com livrinhos novos entregues à porta de casa!

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Em parceria com...

parceria_chiadoeditora


Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D