Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Últimas leituras - "Animal Farm"

por BeatrizCM, em 24.06.15

Prometi a mim mesma que iria tentar ler mais livros em português do que em inglês, mas já me sentia demasiado literário-excluída por nunca ter lido nada escrito por George Orwell. Assim, quando descobri o ebook de Animal Farm, apenas com 50 e poucas páginas, pensei que se não fosse desta vez que eu viesse a conhecer o autor, dificilmente o faria noutras condições. Mais evidente que eu não poderia "saltar" Animal Farm era impossível! Foi a minha leitura de eleição, no avião e nos tempos mortos, enquanto participei num intercâmbio na Letónia, na semana passada. Se acham que não têm tempo para ler as 500 páginas de 1984, a obra que mais gente conhece de George Orwell, experimentem ler este conto.

 Esta foi a review a Animal Farm que deixei no Goodreads, com 5 estrelas - como é óbvio, meus amigos! 

Acho que nunca li um conto alegórico tão bem exposto como este. Quem diria que, no fundo, sempre fizemos todos parte de uma Animal Farm, permanente e cíclica, sem nos apercebermos? Estarão a nossa sociedade e os seus regimes politicos de tal maneira viciados e integrados na nossa mente que nunca nos apercebamos de que, entre porcos e homens, a diferença é nula?
Este é um pequeno livro que nos faz reflectir acerca do mundo em que vivemos. Escrito pouco depois do fim da II Guerra Mundial, a sua relação com os factos históricos é estreita e facilmente descobrirmos que animal da quinta corresponde a cada personagem da História europeia do século XX.
Sem dúvida, a leitura de Animal Farm constituiu um momento de revelação para mim acerca do que um escritor pode construir com as suas palavras e a maneira como mostra aos leitores, como lhes abre o olhos, para a sua própria realidade, tornando-a mais objectiva e, assim, mais passível de ser vista tal como é, com todas as suas falhas

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tenho andando tão apertadinha de tempo ultimamente, que até me tenho esquecido de partilhar algumas das minhas reviews do Goodreads acerca de livros que tenho lido para a faculdade. Por isso, pedindo desculpa por me ter desleixado e ter-vos privado de tão honrosas críticas (ou não), ei-las!

 

ELOGIO DA LOUCURA - lido para Cultura Renascentista

IMG_20140921_225353.jpg

Esta foi uma leitura curta, mas cheia de conteúdo. Erasmo de Roterdão é considerado um dos maiores pensadores do início do Renascimento e, pelo menos a julgar por este livro, uma "pequena" lembrança dedicada ao seu amigo Thomas Moore, era um mestre da palavra e merece todas as honras que lhe são dedicadas nesse aspecto. Em cerca de 150 páginas, num registo informal e provocador, encarna o discurso de uma Loucura que pensa e denuncia os vícios da sua sociedade (séc. XV/XVI), que pelos vistos são bastante semelhantes aos da sociedade actual.
Em suma, impõem-se as questões "quem é realmente louco?, quem pode ser considerado como tal?, a loucura é obrigatoriamente negativa?, não somos todos um bocadinho loucos e não precisamos de um pouco de loucura na nossa vida?, não há piores coisas do que a loucura com que nos devamos preocupar?".

 

 

DEATH OF A SALESMAN - lido para Inglês C1.2

IMG_20140928_090201.jpg

"USA mentality in a nutshell." Esta peça de tetro é uma verdadeira pérola para quem quer entender melhor a atitude de quem perseguia o famoso "American Dream" em meados do século XX, quais as suas implicações e consequências a nível pessoal e familiar - tudo isto retratado num exemplo prática, neste caso no lar do vendedor Willy Loman, um "salesman" que almejou bastante na vida, sem alcançar nem metade daquilo que desejava alcançar. Nem colocando todas as suas expectativas nos filhos, em particular em Biff, conseguiu que eles fossem muito bem-sucedidos na sua vida adulta e vive um período de "pré-reforma" bastante conturbado.
Adorei ler este livro, pela sua simplicidade em descrever a cultura norte-americana em pouco mais de 100 páginas.

 

 

BEOWULF - lido para Cultura Medieval

 

IMG_20141006_193943.jpg

I did not find "Beowulf" as interesting or rich as the greek or latin epic stories. However, it is a great narrative for those who, like me, want to know more about the nordic invasions and settlement, that are in the genesis of countries such as the UK, Sweden, Finland or Denmark. Summarily, "Beowulf" reveals a lot of historical, cultural and mythological curiosities.

 

 

WHO GOES THERE? (em ebook) - lido para Ficção Científica e Fantasia de Expressão Inglesa

 

 

One of the first masterpieces that is in the origin of science fiction in the begginning of the 20th century. I understand why, given the fact that it is maybe the first book making reference to aliens and how such forms of life interact with human beings, even if only inside our heads, the limits of humans and the science we create.
I enjoyed this story, even though it is hard for non-native English speakers to know each and every word Campbell uses. It is full of descriptions, but also dialogues, which enriches the narrative and makes readers' experience more pleasant.

 

 

***

[E, sinceramente, não me lembro qual costuma ser o meu critério para escrever umas reviews em inglês e outras em português.]

Autoria e outros dados (tags, etc)

Últimas leituras - "Admirável Mundo Novo"

por BeatrizCM, em 05.10.14

 

Normalmente, mostro-vos uma fotografia das capas dos livros que leio, mas desta vez não valia a pena, porque li a edição do jornal Público (igual à da imagem de cima) e, como pertence à Biblioteca da FLUL, já não tinha a sobre-capa com o título. 

De qualquer maneira, adorei ler este livro, recomendo-o mil vezes, um milhão, três biliões se for necessário! Ainda bem que é uma das leituras a fazer para a minha cadeira opcional do 1º semestre, Ficção Científica e Fantasia de Expressão Inglesa.

Eis a minha review no Goodreads:

 

Se quisermos pôr-nos a imaginar um futuro "utópico" credível, em que a humanidade seja quase que obrigada a viver harmoniosamente, aqui está uma leitura que recomendo. Apesar de ter sido publicado pela primeira vez em 1932, "Brave New World" é uma obra de arte literária que quase nos faz parecer que foi escrita ainda na semana passada, tal é a qualidade de visionário que Huxley demonstra. A sua narrativa é simples mas rica em detalhes, muito bem escrita. Os cenários que concebe foram aquilo que mais me espantou. Como é que é possível que tais ideias lhe tenham surgido no início do século XX? Huxley tinha, certamente, uma ideia de ciência e tecnologia bastante avançada para a sua época.
Apesar de até quase ao final o enredo parecer um pouco mais parado, o final merece uma ovação de pé pela sua genialidade, graças às conclusões acerca da sociedade Fordiana explicadas pela "administrador".

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D