Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Últimas leituras - "Fúria"

por BeatrizCM, em 24.09.15

No final de 2013, fui voluntária numa conferência da FLUL sobre o escritor e professor Salman Rushdie. Sem saber quem era o senhor, desatei a querer conhecer o motivo pelo qual o consideram uma figura tão polémica. Parece que escreveu o livro The Satanic Verses. Por outro lado, também é o autor de Midnight Children, e lembro-me de que, quando o filme saiu há uns anos, a notoriedade do professor Rushdie como que ressuscitou - desta vez, pelos melhores motivos.

Ainda assim, como vos dizia, depois dessa conferência em que fui voluntária, corri a comprar um livro de Salman Rushdie, fosse ele qual fosse. Acabei por trazer o mais baratinho que encontrei, Fúria, (mediocramente) traduzido pela Editora Dom Quixote.

Não o consegui ler logo nessa altura, mas quase dois anos depois voltei a ir buscá-lo à estante. Quando soube que talvez fosse uma das leituras obrigatórias para uma cadeira que ia ter este semestre, ainda com mais motivação me senti para levar a leitura de Fúria avante. No final, não era nada uma leitura a fazer para a faculdade, mas valeu pela tentativa.

 

DSCF9257.JPG

 

E esta foi a minha crítica no Goodreads, acompahada de 3 estrelas na avaliação final:

Nunca li outro livro de Salman Rushdie, mas já calculo que este seja o seu pior.
A ideia inicial da história de Malik Solanka, a premissa que dá título ao livro e que se baseia nas Eríneas da Oresteia é promissora. No entanto, esta "fúria" de Solanka e da sociedade que critica também resulta numa certa desordem do próprio enredo.
O que se adivinhava um romance inflamado acerca do virar do século em breve se mostra uma manta de retalhos caótica. Estes retalhos são a vida de cada uma das personagens que cruza o caminho do professor Solanka, assim como também são pedaços da sua vida, revista constantemente sob um escrutínio milimétrico e rígido - mais uma vez, caótico.

Não consigo atribuir menos de 3 estrelas a "Fúria", pois as críticas levadas a cabo por Salman Rushdie acerca da contemporaneidade e a premissa inicial do romance são geniais. Por outro lado, não consigo atribuir mais que essas 3 estrelas devido à falta de linearidade e organização na narrativa.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Eu tenho três amores

por BeatrizCM, em 23.01.14

 

Estou a tentar diminuir a minha dependência. Ler vários livros ao mesmo tempo acaba por me baralhar e, no final de contas, nem sequer disfruto devidamente das leituras feitas em simultâneo. Deste modo, por agora são "só" três: uma fanfic, um livro de divulgação científica e um romance. Para começar, este humilde montinho de mesa de cabeceira parece-me sensato!

 

1. Harry Potter and The Methods Of Rationality (o meu primeiro ebook de sempre) - Eliezer Yudkowsky/Less Wrong

 

Já tinha tentado ler um livro do Haruki Murakami no telemóvel, mas as letras eram demasiado pequenas e acabei por desistir. Agora que tenho A Tablete, senti-me mais cativada e comecei a ler Harry Potter and The Methods Of Rationality, uma loooooooonga fanfic em constante crescimento (já vai em mais de 1600 páginas) que aborda a vida de Harry Potter como se a sua tia Petunia tivesse casado com um eminente cientista e não com o ranhoso do Vernon Dursley, e os dois o tivessem adoptado desde sempre como seu filho depois da morte de Lily e James. Pela altura do seu ingresso em Hogwarts, encontramos um Harry bastante diferente daquele a que estamos habituados: criança prodígio, céptico, confiante, sarcástico e um tanto calculista. Ainda estou para perceber se simpatizo com esta nova versão do meu herói literário favorito. De qualquer maneira, é um livro muito divertido, abordando ao mesmo tempo algumas questões científicas.

 

2. Imagine - de onde vem a criatividade - Jonah Lehrer

Interesso-me muito pela área da Psicologia. Por isso, tento encontrar livros que satisfaçam a minha curiosidade. Este tem funcionado bem e não me tem desapontado. Já cheguei a falar dele. Foi a Carolina quem mo emprestou e eu sabia que podia confiar no seu bom gosto.

 

 

3. Fúria - Salman Rushdie

Ainda não estou certa sobre o que penso deste livro. Está inegavelmente bem escrito, ou não fosse Salman Rushdie o seu autor. No entanto, a narrativa é confusa, os pensamentos do protagonista são caóticos e todo este turbilhão não me têm seduzido. Aguardem notícias...

Autoria e outros dados (tags, etc)

A ler #1

por BeatrizCM, em 03.01.14

 

Título: Fúria

Autor: Salman Rushdie

Ano: 2001

Sinopse: "O futuro era um casino e toda a gente jogava, e toda a gente esperava ganhar, diz-se a determinada altura em "Fúria", o novo romance de Salman Rushdie. Mas num casino perde-se mais do que se ganha. E é o que aqui acontece, neste romance que prenuncia o declínio e queda de uma civilização que, as passos largos, caminha para o abismo. Uma civilização desumanizada, onde as pessoas parecem brinquedos ou autómatos. Onde os brinquedos propriamente ditos ganham autonomia através da publicidade e da fama, como acontece com as bonecas de Malik Solanka, personagem principal do romance, um indiano que troca Londres por Nova Iorque e se torna famoso, ele e as suas bonecas, pela televisão. Bonecas sobre as quais ele próprio perderá o controle. A criatura escapa ao criador."

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Em parceria com...

parceria_chiadoeditora

Posts mais comentados


Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D